image1 image2 image3

AQUANIMAL |SEJA BEM VINDO|AO BLOG MAIS ANIMAL DA INTERNET| ACOMPANHE NOSSAS NOVIDADES

Butterfly Cooperband




O nosso amigo Borboleta Cooperband é um dos únicos borboletas aptos a habitar o nosso aquário sem atacar nossos corais. É recomendado pela maioria dos lojistas como uma boa opção ao nosso reef e recomendados por outros lojistas como comedor de aiptasias mas que infelizmente normalmente falece em poucas semanas no aquário acabando em frustração e prejuízo ao bolso do aquarista.
Meu post aqui sempre será a experiência pura de mais de 15 anos no manejo destes lindos peixes marinhos. O que tenho a recomendar a todos os aquaristas é sempre cautela com este lindo borboleta com os principais pontos abaixo:
a) Dificilmente o Cooperband irá vingar num aquário se entrar muito depois de outros peixes do seu tamanho. Extremamente tímido ficará sempre escondido atrás de uma rocha, alimentando-se mal e falecendo de inanição. Se já tiver algum tang, fox face e outros peixes maiores não recomendo. O risco será por sua conta. Qual a porcentagem de sucesso? Humm…você é otimista? Então tente…quem sabe a sorte está do seu lado!
b) Se alguém está recomendando você comprar um Cooperband para eliminar aiptasias, não conte com isso. A não ser pelas minúsculas aiptasias que forem nascendo, as grandes ele nunca come. Uma boa opção é comprar um Raccon Butterfly…excelente predador destas pestes. O problema é tirar ele depois que o aquário estiver limpo, pois acabando as pestes ele começa a experimentar os deliciosos polipos de corais.
c) Outra lenda é: Artêmia Salina não satisfaz dieta alguma do Cooperband e não irá salvar ele se algum lojistas der esta dica. Ele se alimenta de ração, microfauna e náuplio de artêmia que possui grande quantidade de energia. Artêmia Salina adulta na minha opnião é petisco, pois 90% é água. Por isso somente recomendo Artêmia Viva adulta com uma adição de suplemento como Tropic Marin Imuvit ou Lipovit.
Eu tive sucesso com Cooperband no meu reef por muitos anos mas ele era o rei do aquário e seus amigos eram pequenos gobies, blennios, algumas anthias, um cardume de green chromis e outros que não ameaçavam seu dominio. Ele se sentia a vontade e aceitava alimento na mão.
Não estou escrevendo neste post que você não deva ter um Cooperband no seu aquário mas somente estou apresentando os principais pontos para você planejar bem se tiver o sonho de ter este lindo peixe!
Espero que aproveite algumas dicas, até o próximo post de peixe marinho e boa sorte!

Compartilhe:

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário