image1 image2 image3

AQUANIMAL |SEJA BEM VINDO|AO BLOG MAIS ANIMAL DA INTERNET| ACOMPANHE NOSSAS NOVIDADES

A filtragem biológica natural





Água transparente não significa pureza. Compreender a água do aquário á muito importante e separa o aquarista novato do experiente.

Nós não podemos ver substâncias como o cloro ou cloramina a olho nú. Também se a água é dura ou leve, pH alto ou baixo, e assim por diante.

Assim que o aquário cicla, as mudanças da água são potencialmente perigosas para os peixes. É por isso que temos que intervir e filtrar a água.

A filtração mecânica vai ajudar, mas não vai evitar a poluição. Ele irá retardar o processo, por vezes, apenas produzindo um efeito de curto prazo.

A matéria sólida será apanhada no filtro mecânico, mas não é removida do sistema. As partículas de resíduos apenas se assentam em outro lugar, poluindo a água de outra área (e por isso que temos que limpar os filtros).

Filtros provêm uma área adicional para as bactérias se assentarem e quebrarem substâncias nocivas, mas em um aquário pouco povoado, as superfícies disponíveis proporcionam espaço suficiente para que essas bactérias se instalem. Como grande parte dos aquários são superlotados, o espaço adicional fornecido pelos filtros não vai oferecer espaço suficiente para a colonização de bactérias.  A limpeza dos filtros pode então resultar na remoção de colônias de bactérias essenciais e desejáveis.
Estas bactérias podem levar semanas para recolonizar e se reproduzir, durante a qual a água acumulará substâncias perigosas.

A má qualidade da água é responsável por quase todos os casos que levam à morte de peixes, direta ou indiretamente.

Mudanças de água (Tp´as) também são importantes para o equilíbrio do sistema e para manter as reservas minerais em dia.

A realidade biológica é simples, nenhuma quantidade de filtração pode proporcionar consistentemente um ambiente saudável e química da água estável, se houver superlotação de peixes.

Enquanto você não mantiver boa filtração biológica não obtenha peixes novos.

Vamos falar de forma mais científica. Há uma confusão considerável sobre o termo filtragem biológica. Definido como o processo pelo qual a amônia é convertida em nitrito e nitrato (nitrificação), um filtro biológico nada mais é que um substrato que remove amônia e nitrito à taxa necessária. Ele exige pouca manutenção, é rentável e eficiente, e estará integrado ao sistema, seja por meio de um filtro do tipo canister, sump, ou externo.

Para ser específico. Toda mudança no ecossistema (aquário) irá desencadear efeitos desnecessários. Um aumento da bio-carga, ou uma mudança de hábitos alimentares dos peixes vai exigir tempo para o filtro se ajustar. Quanto maior a mudança, mais tempo será necessário para voltar a estabilizar o equilíbrio.

Algumas alterações em parâmetros da água, como o pH e temperatura irão levar aos mesmos efeitos.

O principal fator que devemos levar em conta em filtros não-biológicos é que são potenciais reservas de carga alta de nutrientes que em pouco tempo se deterioram e criam bolsões de gases tóxicos pelo excesso de sujeira.
Filtros anaeróbicos como as antigas placas de filtragem embaixo do substrato, produzem tóxicos como o sulfeto de hidrogênio, que são prejudiciais para o seu aquário. Este fato deve ser motivo de preocupação, especialmente se você estiver usando essas antigas placas.


Outro ítem que devemos levar em consideração também é sobre uma possível queda de energia, quando colónias de bactérias responsáveis ​​pela filtragem biológica (conversão de amônia em nitrito e nitrato), necessitam de oxigênio a fim de cumprir as suas tarefas. No caso de falta de energia levam apenas algumas horas para que as bacterias aeróbicas morram sem oxigênio.


Concluindo, filtragens mecânica e biológica são essenciais para manter um aquário. É uma fonte para manter os peixes saudáveis, bem como para a maioria dos problemas relacionados com o ecossistema do próprio aquário.

Invista em um bom sistema de filtragem e mídias capazes de fornecer uma boa colonização de bactéiras. Elas quem irão manter a biologia do seu aquário, plantas saudáveis, corais e peixes.


Até breve

Compartilhe:

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário